Saúde e Coronavírus

Covid-19 em crianças: quando procurar atendimento médico

A pandemia de covid-19 infelizmente continua. As orientações para se prevenir já sabemos de cor. Mas uma coisa ainda confunde muitos pais. Afinal, o que fazer quando houver suspeita de covid-19 em crianças? Se os seus filhos apresentarem sintomas, quando procurar atendimento médico?

Leia também: Queda na vacinação pode ser mais grave que a Covid-19 para crianças, diz epidemiologista

Manter as crianças e adolescentes em casa seria a melhor das opções. Mas sabemos que nem sempre é possível. Muitas escolas já voltaram com as aulas presenciais e muitos pais não têm a opção de trabalhar em casa. Porém, algumas orientações podem ajudar a manter seus filhos seguros.

Primeiramente, tenha certeza de que as vacinas contra outras doenças estejam em dia. Dessa forma, diminui a confusão entre covid-19 e outras doenças virais. Além disso, ensine seus filhos a lavar as mãos corretamente e a usar máscaras. Por fim, evite que as crianças tenham contato com mais pessoas do que o necessário. Veja outros cuidados!

Covid-19 em crianças e o uso da máscara

Depois da vacina, a máscara é a nossa principal ferramenta de proteção. No caso das crianças, não são todas que podem usá-la. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que crianças menores de 2 anos não usem máscaras. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) aumenta essa faixa para 6 anos de idade. 

A partir dos 6 anos é importante que as crianças usem máscara em locais fechados e com muita gente. (Imagem: dragana991/iStock)

O motivo é que as crianças mais novas ainda não têm os movimentos muito bem desenvolvidos. Dessa forma, há um risco de que elas possam se sufocar com a máscara. Pelo mesmo motivo nenhuma criança, de nenhuma idade, pode usar máscara e chupeta ao mesmo tempo.

Se a criança tiver entre 6 e 11 anos, avalie os espaços que ela frequenta. O ideal seria ficar em casa, mas se não for possível ela deve usar máscara caso vá em algum lugar com aglomerações. A partir dos 12 anos, a criança deve usar máscara seguindo os mesmos critérios dos adultos.

Meus filhos apresentaram sintomas de covid-19, e agora?

Segundo a médica pediatra Dra. Roberta Esteves Vieira de Castro, a primeira coisa a se fazer nesse caso é entrar em contato com o(a) pediatra que acompanha seus filhos. Além disso, mantenha a criança em casa e siga as orientações médicas.

Os exames para detectar a covid-19 que os adultos fazem também podem ser feitos em crianças. Entre o segundo e o sétimo dia após o surgimento dos sintomas, você pode levar seu filho para realizar o exame RT-PCR; aquele feito com um swab (uma espécie de cotonete) que coleta material da mucosa nasal. O resultado costuma sair em até 48 horas.

Quando procurar um hospital?

“Os pais não devem demorar a procurar a emergência”, alertou Dra. Roberta. Segundo a médica, além dos sintomas mais comuns, existem alguns sinais que são mais preocupantes, aos quais os pais precisam estar atentos. Caso as crianças apresentem: dificuldade para respirar; confusão mental; dor no peito; sonolência; e pele, boca e unhas acinzentadas ou azuladas, precisam ser levadas ao pronto-socorro imediatamente.

covid-19 em crianças
Pais e responsáveis precisam estar atentos aos sintomas mais graves para um socorro imediato. (Imagem: FamVeld/iStock)

“Bebês pequenos com menos de 1 ano de idade podem ter maior probabilidade de ter quadros mais graves de COVID-19. Crianças com asma grave ou descontrolada ou com doença pulmonar crônica, obesas, diabéticas, com doenças genéticas, neurológicas, metabólicas, cardíacas ou imunológicas e crianças com mais de uma doença de base também estão em maior risco de doença grave, independentemente da idade”, informou a médica.

Além de buscar atendimento médico, é importante que os pais informem ao pediatra da criança tudo o que está acontecendo, assim que os primeiros sintomas aparecerem.

Orientações para o isolamento dentro de casa

Nos casos mais leves, a criança deve ficar em casa de quarentena. Além do contato constante com o(a) pediatra, Dra. Roberta dá algumas orientações para esse período de afastamento: “manter a criança em repouso, dando os remédios para dor e febre receitados, e lavar o nariz com soro fisiológico conforme a necessidade. É importante também que a criança esteja sendo bem hidratada.”

Quanto à escola, a médica lembra da necessidade de comunicar a instituição assim que os primeiros sintomas surgirem e, em seguida, sobre o resultado do exame. Dessa maneira, a escola pode informar aos pais das outras crianças para que todos façam os exames de covid-19. 

O tempo que você deve manter a criança em quarentena pode variar. De acordo com a Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (SOPERJ), o isolamento recomendado é de 10 dias para os casos de sintomas leves, e 20 dias para aqueles com sintomas graves. Após esse tempo, os pequenos podem ser liberados. Mas antes, consulte o pediatra para ter certeza.

O post Covid-19 em crianças: quando procurar atendimento médico apareceu primeiro em Revista Seleções.

Comments
To Top