O que é noticia

Mourão é criticado nas redes após afirmar que ‘não existe racismo no Brasil’

Após afirmar em entrevista nesta sexta-feira,  dia da Consciência Negra, que não existe racismo no Brasil, o vice-presidente, Hamilton Mourão, foi criticado nas redes sociais. A afirmação foi feita ao comentar a morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, brutalmente espancado até a morte por dois seguranças brancos em um supermercado em Porto Alegre.

Vice-presidente Hamilton Mourão assinou decreto em janeiro | O Globo

O vice-presidente considerou o fato “lamentável”, mas disse não ver racismo no caso, porque, de acordo com ele, não há racismo no Brasil. Após a fala, Mourão ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter.

A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) classificou a declaração como ‘lamentável’ e afirmou que ‘um vice-presidente que nega a realidade sobre a população negra, não conhece a história de seu país’.

“Numa atitude típica de um governo negacionista, Mourão disse hoje que não há racismo no Brasil. Um vice-presidente que nega a realidade sobre a população negra, não conhece a história de seu país. Lamentavelmente,não poderíamos esperar nada diferente de um aliado do bolsonarismo!”, escreveu.

O deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) lembrou que o preconceito racial no Brasil “não só existe, como mata”.

“O racismo não só existe, como mata. Um governo que nega as mazelas estruturais de nossa sociedade a empurra para o abismo. É isso o que vemos o tempo todo. Basta”

Tarcísio Mota (PSOL), o vereador mais votado no Rio, afirmou que negar a existência do racismo‘ faz parte de um ‘projeto político’ de Mourão.

“Negar a existência do racismo no Brasil não é falta de compreensão sobre a formação histórica da sociedade brasileira, é uma das sórdidas vias de operar a opressão sobre corpos negros. Mourão não vive na terra plana, ele constrói um projeto político que é estruturalmente racista”, escreveu.

Vereador eleito em Porto Alegre, cidade onde aconteceu o crime, Matheus Gomes (PSOL), afirmou que racismo no Brasil é “rotina”.

Para Mourão, o racismo é algo que querem importar para o Brasil. É o velho discurso de ‘somos todos iguais’. Mas não, General. Racismo é o que vivemos há 520 anos. Racismo é a rotina de ser perseguido e tratado como criminoso num supermercado”, postou.

Fonte: O Globo

 

Click to comment

Deixe uma resposta

To Top
%d blogueiros gostam disto: