Nitro News Brasil

Noticias e informações sobre saúde COVID-19,coronavírus, Futebol e muito mais

Clientes encontram dificuldades para renegociar dívidas e empréstimos devido ao surto de coronavírus

Anúncios

Bancos e financeiras dão até 60 dias para consumidor pagar empréstimos. Porém clientes encontram dificuldades ao procurar banco e financeiras para renegociar dívidas como financiamentos de imóveis, veículos e empréstimos

Pagamentos de financiamentos de imóveis, veículos e empréstimos pdoerão ser prorrogados por 60 dias pelas financeiras e bancos Foto: Divulgação

Desde os primeiros casos de coronavírus no Brasil, que começou a mais ou menos um mês atras, o mercado financeiro começou a se preocupar, com uma possível crise que poderia acontecer se aumentassem os casos de transmissão do COVID-19 no Brasil. Pois bem a crise chegou e com ela veio também o aumento da restrição de mobilidade das pessoas pelas cidades para evitar o contato físico que poderia aumentar para cima a curva do contágio. Governos de todos os estados do Brasil resolveram por bem parar, seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial da saúde) e do Ministério da saúde que viu nesse último caso disparar os número de infecções do novo coronavírus e mais e mais pessoas irem a óbito devido a COVID-19.

O Ministério da Saúde informou hoje 26/03, que o número de mortes de pacientes infectados pelo novo coronavírus (covid-19) subiu de 57 para 77 entre ontem e hoje. Do total de óbitos, 58 foram em São Paulo, 9 no Rio de Janeiro, 3 ocorrências em Pernambuco e 3 no Ceará.

Outros quatro Estados também registram um caso de morte cada um pela covid-19. São eles: Rio Grande do Sul, Amazonas, Goiás e Santa Catarina. Ao todo, 8 Estados registram mortes relacionadas à covid-19.

Os casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus continuam aumentando. Em todo o país, o número de doentes cresceu de 2.433 para 2.915, em 24 horas.

Diante desse cenário e das incertezas que rondam o futuro da economia no Brasil a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) emitiu uma nota oficial nessa segunda-feira (16), através da qual informa que a categoria vem discutindo propostas para amenizar os efeitos negativos da pandemia de coronavírus no emprego e na renda. Como uma das medidas tomadas, os cinco maiores bancos associados (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco e Santander) suspenderão o pagamento de dívidas por um prazo de 60 dias.

BV Financeira, Santander entre outras empresas de créditos e financiamentos oferecem adiamento das parcelas de financiamentos e empréstimos por ate por 60 dias

Assim como os grandes, as financeiras também aderiram à determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN) e estão renegociando dívidas de clientes por causa da crise provocada pelo coronavírus.

Assim como Santander, Bradesco, Itaú e Caixa, essas instituições financeiras também oferecem a pausa de 60 dias para dívidas, como financiamentos de imóveis e carros.

A taxa de juros inicialmente contratada será mantida e haverá a cobrança proporcional dos juros, considerando a carência solicitada, para o período restante da operação. Não há cobrança de multa ou IOF, e nem encavalamento das parcelas.

Porém diante da promessa de prorrogação das parcelas de financiamentos de empréstimos, imóveis, veículos e também financiamentos para pequenas e grandes empresas os clientes dessas empresas correram logo para as centrais de atendimentos para tentarem negociar a prorrogação de seus empréstimos e financiamentos. Porém diante da grande demanda por atendimento nos canais digitais e também via telefone das empresas acabaram acontecendo um grande congestionamento nas filas de atendimento por telefone e canais digitais das empresas.

Alguns clientes que procuraram nossa reportagem chegaram a dizer que ficam até 6 horas aguardando o atendimento e no fim não conseguem serem atendidos. Uma das empresas que tem mais reclamações no facebook oficial da empresa e também no site do reclame aqui e da proteste é a BV financeira. Os bancos caixa, Itaú, Bradesco e Santander que tem suas próprias agencia parceiras de crédito também lideram ranking de reclamações nas redes socias e site citados. O Santander inclusive nos disseram que não prorrogam prazo de contratos de 60 dias para clientes que contrataram financiamentos fora da rede de agências. Lembrando também aos clientes que a maioria das empresas que estão fazendo a prorrogação de prazos de pagamentos para 60 dias exigem que seus clientes estejam com os pagamentos das parcelas de seus financiamentos e empréstimos em dia.

Veja algumas reclamações abaixo sobre o caso nos sites Reclame aqui, Facebook BV Financeira e Proteste

Veja o vídeo da BV Financeira sobre a prorrogação do prazo das dividas


A BV Financeira afirma que já aderiu à flexibilização da renegociação de compromissos de pessoas afetadas pela crise e ao plano de prorrogação do vencimento de dívidas para os contratos vigentes e em dia por 60 dias.

Os clientes pessoas físicas que estão com contrato em dia podem solicitar a prorrogação das duas próximas parcelas contratadas – limitadas aos valores já utilizados.

As condições valem para todos os produtos de crédito do banco BV, como financiamento de veículos, motos e caminhões; crédito com veículo e imóvel em garantia; crédito pessoal; financiamento para energia solar, saúde e turismo.

Para pedir a prorrogação, os clientes devem entrar em contato nos canais do BV.

Já a Losango que faz parte do grupo Bradesco, está atendendo aos pedidos de prorrogação de seus clientes por meio de seus canais de atendimento remotos (Central de Relacionamento, email do Fale Conosco e Chat).

Podem prorrogar o financiamento, por até 60 dias todos os clientes que estiverem em dia com os seus pagamentos.

Em relação ao Bradesco Financiamentos, que opera com CDC Veículos, haverá também uma condição de prorrogação dos vencimentos que estará disponível a partir de segunda-feira (30), período necessário para promover os ajustes no sistema da Financeira.

A Omni Financeira também irá oferecer a pausa nos próximos dias. “Para os clientes que têm nos procurado iniciamos um cadastro para, assim que o sistema estiver pronto, possamos entrar em contato e seguir a análise dos pedidos”, diz Marcio Luppi, diretor Comercial e de marketing da financeira.

“Nós aderimos à resolução 4782 do Conselho Monetário Nacional. Estamos adequando nossos sistemas para acatar essa negociação com nossos clientes”. A financeira afirma que também está entrando em contato com todos os clientes através de canais digitais e físicos, espalhados por todo o Brasil, para entender a situação de cada um.

Por enquanto, a Aymoré Financiamentos, do Santander, não oferece a pausa de 60 dias para clientes que contrataram financiamentos fora da rede de agências.

O que dizem as financeiras e bancos a respeito das reclamações dos clientes

A BV Financeira que responde pela maior parte das reclamações tanto no Facebook, Reclame Aqui e Proteste nos enviou a seguinte nota:

O banco BV está comprometido em fazer o possível para ajudar seus clientes nesse momento e já aderiu à flexibilização de prazo de parcelas dos clientes afetados pela crise, que podem prorrogar o vencimento dos contratos que estão vigentes e em dia por 60 dias, com o benefício adicional de manutenção das mesmas condições do contrato e sem cobrança de multa ou IOF.

As condições valem para alguns produtos do varejo do banco BV, como financiamento de veículos, motos e caminhões; crédito com veículo e imóvel em garantia; crédito pessoal; financiamento para energia solar, saúde e turismo.

Pensando na saúde e bem-estar do seu time de atendimento e colaboradores, o BV está trabalhando com número reduzido de pessoas – que estão migrando para trabalho remoto. Essa priorização, infelizmente, aumenta o tempo de espera nas centrais. Para minimizar o inconveniente, o banco está empenhado em buscar soluções de tecnologia, como atendimento na URA e reforço ao uso de seus canais digitais. Para pedir a prorrogação, os clientes devem prioritariamente entrar em contato no bv.com.br/minhabv. Mais informações em www.bv.com.br/paravoce.

O BV ressalta que está monitorando de perto a situação, pede desculpas pela demora no atendimento e segue avaliando medidas adicionais que reforcem sua responsabilidade social com o país.

Procuradas, a Porto Seguro Financiamentos, a Barigui e a Crefisa não confirmaram se vão oferecer a pausa dos financiamentos aos clientes até a publicação dessa matéria. Os Bancos Santander, Itau, Bradesco nos disse que estão fazendo todos os esforços para atender e resolver os problemas dos clientes da melhor forma neste momento de crise. Disseram também que os clientes podem entrar em contato por telefone e todos os meios de contatos que eles tem disponíveis inclusive digitais. Que a demora faz parte da grande demanda ocorrida nos últimos dias em suas centrais de atendimento e que estão fazendo o possível para diminuir as filas de espera. Ressaltaram também que nos últimos dias a forma de contato com os clientes mudaram devido a crise do COVID-19 e que muitos de seus colaboradores estão trabalhando em sistema de Home-Office e com quadro reduzido o que dificulta um pouco atender a grande demanda e se colocam a disposição de seus clientes para solucionar qualquer dúvida.

Fonte: Com parceria de Exame e Agencia Nitro de Notícias

 

Anúncios