Nitro News Brasil

Noticias e informações sobre saúde COVID-19,coronavírus, Futebol e muito mais

Vídeos: Explosão em Porto do Líbano deixa 25 mortes e mais de 2,5 mil feridos

Anúncios
ASSISTA O JOGO AQUI AO VIVO

Israel nega envolvimento na explosão e primeiro-ministro libanês afirma que responsáveis serão punidos

O ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan, confirmou que pelo menos 25 pessoas morreram e mais de 2,5 mil ficaram feridas na grande explosão registrada nesta terça-feira no porto de Beirute, capital do país.

“É um desastre em todos os sentidos da palavra”, disse Hassan em entrevista a emissoras de TV libanesas enquanto visitava um dos hospitais que recebem os feridos no incidente.

Ainda não há informações sobre a causa da explosão. A Cruz Vermelha do Líbano afirma que pelo menos 2,2 mil pessoas ficaram feridas e que o número deve subir nas próximas horas. Muitas pessoas estariam soterradas na área portuária.

O Kataeb informou que uma das vítimas da explosão é o secretário-geral do partido, um dos mais antigos do Líbano. A sede da legenda, também atingida, ficava em uma área próxima ao porto de Beirute.

Israel nega envolvimento

Um representante do governo de Israel disse nesta terça-feira que o país não tem qualquer envolvimento na grande explosão que atingiu hoje o porto de Beirute, capital do Líbano.

“Israel não tem nenhuma relação com o incidente”, disse o integrante do governo israelense, que não quis ser identificado.

O ministro de Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, afirmou ao canal N12 que a explosão foi provavelmente um acidente causado por um incêndio.

A explosão ocorre em um momento de crescente tensão entre Israel e Líbano. O Exército israelense disse na semana passada que entrou em confronto com integrantes do grupo xiita libanês Hezbollah na fronteira entre os dois países.

Ontem, o governo de Israel também disse ter evitado um ataque estava sendo planejado por uma célula do Hezbollah na Síria.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, afirmou nos últimos dias que o Hezbollah está tentando envolver o Líbano em um conflito com o país vizinho.

O governo de Israel ofereceu ajuda humanitária ao Líbano após uma forte explosão atingir o porto de Beirute, capital do país, nesta terça-feira. Ao menos 50 pessoas morreram e mais de 2,7 mil ficaram feridas, segundo as autoridades locais.

Em nota assinada pelos ministros de Defesa, Benny Gantz, e Relações Exteriores, Gabi Ashkenazi, o governo israelense disse que entrou em contato com o Líbano por meio de canais internacionais de segurança e diplomáticos para oferecer ao país vizinho ajuda médica e humanitária.

Antes da publicação da nota, um representante do governo israelense negou qualquer envolvimento do país na explosão, que ocorre em um momento de crescente tensão entre Líbano e Israel, que não possuem relações diplomáticas.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, pediu que o diretor do Conselho de Segurança Nacional, Meir Ben-Shabbat, converse com o enviado especial da ONU para a região, Nickolay Mladenov, para entender como o país pode ajudar os libaneses.

Punição

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, disse nesta terça-feira que os responsáveis por uma grande explosão no porto de Beirute, capital do país, serão punidos pelo incidente.

Em um pronunciamento ao país, Diab prometeu que o governo investigará “este armazém perigoso” que, segundo ele, funcionava no porto desde 2014. Antes das declarações do premiê, o Ministério do Interior informou que nitrato de amônio, um material altamente explosivo, era guardado na área portuária.

O Ministério da Saúde do Líbano confirmou que pelo menos 25 pessoas morreram e outras 2,5 mil ficaram feridas na explosão. O governo já decretou luto nacional por causa da tragédia.

Veja abaixo vídeos do momento da explosão no Líbano:


 


 


Fonte: Valor Investe

%d blogueiros gostam disto: