Esportes

Líderes Italo Ferreira e Gabriel Medina estreiam com vitória em Sydney

Yago Dora, Filipe Toledo, Miguel Pupo e Deivid Silva também vencem e vão à 3ª fase, enquanto Mineirinho, Jadson e Peterson avançam em segundo. Alex, Ibelli e Tati caem para a repescagem em Narrabeen

Os líderes do ranking Italo Ferreira e Gabriel Medina, assim como Filipe Toledo, Yago Dora, Miguel Pupo e Deivid Silva estrearam com vitória nesta sexta-feira na terceira etapa do Circuito Mundial, que está sendo disputada em Sydney, na Austrália. Quem também garantiu a classificação direto para a terceira fase foram Adriano de Souza Mineirinho, Jadson André e Peterson Crisanto, que avançaram em segundo. Já Alex Ribeiro e Caio Ibelli ficaram em último em seus confrontos e caíram para as repescagens, assim como a brasileira Tatiana Weston-Webb na competição feminina.

Depois do adiamento na abertura da janela, as ondas melhoraram na praia de North Narrabeen para o início da competição. Número 1 do mundo e embalado pela vitória em Newcastle, Italo Ferreira estreou contra a sensação australiana Morgan Cibilic e o tricampeão mundial Mick Fanning (AUS). A lenda do surfe australiano retornou às competições como convidado após se aposentar em 2018. A última bateria de Mick tinha sido justamente a final que ele perdeu para Italo em Bells Beach.

Italo Ferreira fez a melhor apresentação do dia na etapa de Sydney — Foto: Dunbar / WSL

E o atual campeão mundial do Brasil, vestindo a camisa amarela de líder, já abriu a bateria com um 7,33, depois de uma sequência de manobras de backside até a areia. Com um aéreo full rotation de backside, o potiguar tirou 6,83, deixando os rivais em uma combinação de 14,16 pontos. No fim da bateria, Morgan tirou um 6,33, saiu da combinação e acabou avançando em segundo (10,33), mandando Fanning para a repescagem (5,60).

– Tenho grandes memórias com o Mick, estava esperando essa bateria e fico feliz de ter passado. A direção das ondas não está a melhor, mas achei umas boas e fiz o que precisava. Estou ansioso para a próxima fase – disse Italo.

Medina avança à terceira fase com dois aéreos full rotation  — Foto: Getty Images

Medina avança à terceira fase com dois aéreos full rotation — Foto: Getty Images

Medina domina com aéreos

Vindo de duas finais seguidas na temporada, o vice-líder Gabriel Medina estreou contra o também brasileiro Jadson André e o local convidado Dylan Moffat. O bicampeão mundial assumiu a liderança do confronto depois de acertar um aéreo full rotation de backside e tirar 5,60. Com um total de 11,13 pontos, Gabriel viu Jadson e Moffat duelarem pela segunda posição, que acabou ficando com o brasileiro por apenas 23 centésimos: 9,96 a 9,73. Na última onda, Medina ainda acertou outro aéreo full rotation e fechou a vitória com total de 11,67.

– É bom estar nesse momento. Não é todo dia que você está no ritmo e tudo vem para o seu lado. Quero aproveitar isso e continuar avançando. É muito legal ter essa torcida aqui, tem muitos brasileiros. É demais estar em lugar assim – comemorou Gabriel.

Yago Dora abriu o round 1 masculino com vitória  — Foto: Cait / WSL

Yago Dora abriu o round 1 masculino com vitória — Foto: Cait / WSL

Yago, Filipe, Pupo e Deivid vencem; Mineiro vira no fim

Yago Dora abriu o round 1 masculino já com um aéreo reverse, que valeu 6,83 pontos. Com um total de 10,73, o brasileiro avançou direto para o round 3 em primeiro, com o japonês Kanoa Iagarashi (9,97) em segundo. Australiano Connor O´Leary (9,60) ficou em último e caiu para a repescagem.

Número 7 do ranking, Filipe Toledo abriu bem a terceira bateria com duas boas ondas – uma esquerda de duas manobras fortes de borda e uma direita finalizada com um aéreo reverse – que renderam a mesma pontuação: 6,67 (13,34 no total). Com a bateria controlada, Filipinho assistiu ao campeão mundial de 2015 Adriano de Souza Mineirinho virar contra o australiano Mickey Wright na última onda, avançando com total 7,47, contra 5,80 do local.

Miguel Pupo e Deivid Silva também se deram bem. O paulista de Itanhaém dominou a 10ª bateria, conseguindo 10,84 (5,67 e 5,17 como melhores notas), deixando para trás o australiano Julian Wilson e o americano Conner Coffin, este que sobrou para a repescagem. Deivid, por sua vez, faturou a batalha seguinte (10,03), ficando à frente dos australianos Wade Carmichael (2º) e Jack Freestone (3º).

Já Peterson Crisanto avançou em segundo por apenas 3 centésimos (6,17 a 6,14) e acabou mandando o francês Jeremy Flores para as repescagens. Quem venceu a disputa entre os três foi o australiano Ethan Ewing, com 9,80.

Número 3 do mundo, John John se classificou com uma onda a 15 segundos do fim — Foto: Cait / WSL

Florence vira na última sobre Alex

Alex Ribeiro perdeu a vaga nos 15 segundos finais. O bicampeão mundial e número 3 do ranking, John John Florence (HAV), que estava em terceiro, acertou um aéreo full rotation na última onda e pulou para segundo (9,37), mandando o brasileiro (7,30) para as repescagens. O português Frederico Morais avançou em primeiro, com 10,93.

Tati nas repescagens

Única brasileira na elite feminina, Tatiana Weston-Webb acabou caindo para as repescagens em Sydney. A gaúcha criada no Havaí fez 7,90 pontos e ficou em último no confronto contra a americana Courtney Conlogue (9,10) e a australiana Bronte Macaulay (8,87). Ela agora enfrenta a bicampeã mundial Tyler Wright e a local Laura Enever por duas vagas para as oitavas.

Confira os resultados do round 1

 

1 – Kanoa Igarashi (JAP) 9,97 x Yago Dora (BRA) 10,73 x Connor O´Leary (AUS) 9,60
2 – John John Florence (HAV) 9,37 x Frederico Morais (PRT) 10,93 x Alex Ribeiro (BRA) 7,30
3 – Filipe Toledo (BRA) 13,34 x Adriano de Souza (BRA) 7,47 x Mikey Wright (AUS) 5,80
4 – Jordy Smith (AFS) 8,43 x Adrian Buchan (AUS) 8,10 x Reef Heazlewood (AUS) 8,94
5 – Gabriel Medina (BRA) 11,67 x Jadson André (BRA) 9,96 x Dylan Moffat (AUS) 9,73
6 – Italo Ferreira (BRA) 14,16 x Morgan Cibilic (AUS) 10,33 x Mick Fanning (AUS) 5,60
7 – Jeremy Flores (FRA) 6,14 x Peterson Crisanto (BRA) 6,17 x Ethan Ewing (AUS) 9,80
8 – Ryan Callinan (AUS) 11,67 x Michel Bourez (FRA) 9,37 x Leo Fioravanti (ITA) 8,23
9 – Owen Wright (AUS) 10,17 x Seth Moniz (HAV) 8,03 x Matthew McGillivray (AUS) 7,70
10 – Julian Wilson (AUS) 7,20 x Conner Coffin (EUA) 6,96 x Miguel Pupo (BRA) 10,84
11 – Jack Freestone (AUS) 8,30 x Wade Carmichael (AUS) 9,60 x Deivid Silva (BRA) 10,03
12 – Griffin Colapinto (EUA) 12,44 x Caio Ibelli (BRA) 5,44 x Jack Robinson (AUS) 12,56

Comments
To Top