De Olho Na Novela

Pastor que desejou morte de Paulo Gustavo pode ser processado por grupos LGBTQIA+

Pastor Olímpio é acusado de homofobia após desejar morte de Paulo Gustavo (Imagens: Reprodução / Instagram – Multishow)

O pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, pode ser processado por entidades que lutam pelos direitos LGBTQIA+ após declaração desejando a morte do humorista Paulo Gustavo, que está internado em estado grave há um mês após ter sido diagnosticado com Covid-19. O ator é casado e tem dois filhos com o dermatologista Thales Bretas.

Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si” escreveu o pastor, que, após a repercussão negativa, apagou sua conta.

Através de um manifesto, diversas organizações caracterizaram a declaração como homofobia e pediram que “crimes como estes sejam enquadrados da tipificação da LGBTfobia, na lei de combate ao racismo de n. 7.716/2018, e que punições mais rigorosas e severas sejam tomadas contra condutas homofóbicas e atos discriminatórios como o em questão“.

Em conversa com o UOL, o diretor da Aliança Nacional LGBTI, Prof. Dr. Toni Reis, afirmou que os grupos respeitam a diversidade religiosa, mas exigem respeito e não podem admitir tipos de atitudes como a do pastor.

Ele está declarando-se um genocida, independente da fama do ator Paulo Gustavo. Qualquer pessoa merece viver, ninguém merece a morte. Nesse sentido, a Aliança já, além das cartas de repúdio, provocou o Ministério Público, estamos estudando todas as formas de processá-lo, e que o mesmo seja punido na forma da Lei. A liberdade de expressão não é irrestrita, ela deve respeitar a dignidade humana, que passa pelo direito à vida“, disse o representante.

No documento, as entidades afirmam que a declaração não se trata de um caso isolado. “A intolerância e o conservadorismo, observados não apenas em crimes de ódio como este, mas também em discursos e práticas preconceituosas, presentes em diversas instâncias do cotidiano brasileiro atual, causam sérios problemas à ordem pública democrática deste país e entristece-nos saber que este não é um caso isolado, mas apenas um dos tantos casos de crimes motivados por LGBTfobia no Brasil, como foi o atentado de 15 de abril de 2021, a honra de Paulo Gustavo e todos os cidadãos decentes e de caráter libido deste país“.

A Assembleia de Deus de Alagoas foi procurada pelo site, mas preferiu não se pronunciar.

AvatarDa Redação

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

O post Pastor que desejou morte de Paulo Gustavo pode ser processado por grupos LGBTQIA+ apareceu primeiro em RD1.

Comments
To Top