GameStop planeja fechar até 200 lojas em vários países

GameStop planeja fechar até 200 lojas em vários países

11 de setembro de 2019 0 Por Clayton Lima

Há dois meses, a GameStop, varejista de jogos eletrônicos e itens de entretenimento, já enfrentava a constante queda nas vendas físicas de seus produtos, e tinha em mente a reformulação da estrutura de suas lojas para lidar com as mudanças do mercado. No entanto, nesta quarta-feira (11), a empresa anunciou que vai fechar as portas de 180 a 200 lojas distribuídas por vários países — e isso antes mesmo do final do ano.

No segundo trimestre de 2019, as vendas globais da GameStop tiveram uma queda de 14,3%, o que resultou em um prejuízo líquido de aproximadamente US$ 32 milhões (o equivalente a R$ 129 milhões). O diretor financeiro da varejista, James Bell, anunciou que serão fechadas as lojas que tiverem o mais baixo desempenho. Ao divulgar os resultados financeiros da empresa, Bell afirmou: “Embora esses fechamentos tenham sido mais oportunos, estamos aplicando uma abordagem analítica mais definitiva, incluindo níveis de lucro e transferência de vendas, que esperamos que traga uma parcela muito maior de fechamentos nos próximos 12 a 24 meses”.

Apesar de tudo isso, o plano é melhorar as lojas físicas que ainda têm alto desempenho. Bell também disse que a expectativa da empresa é que suas vendas anuais caiam nos próximos três a quatro trimestres.


Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.

GameStop já estava tentando lidar com a queda de vendas há um tempinho

Antes dessa decisão de encerrar as atividades de suas lojas, a ideia da GameStop era uma safra de novos layouts para elas, com a proposta de atrair mais diretamente os jogadores, e com direito a novas maneiras de experimentar os jogos antes de comprá-los, além de lojas que atendem exclusivamente a games e hardware retrô e até competições de esportes eletrônicos com ligas amadoras. A GameStop já tinha tentado agitar sua fórmula de varejo antes, mas sem muito sucesso, quando passou a vender dispositivos móveis e outros produtos diferenciados. 

A varejista foi fundada em 1984, com sede em Dallas, Texas, nos Estados Unidos. Atualmente, suas vendas acontecem em mais de 6.700 lojas distribuídas por países como Canadá, Porto Rico, Irlanda, Áustria, Dinamarca, Suécia Rússia, Noruega, Finlândia, Alemanha, Espanha, Suíça e Itália.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech: