Meu Nome é Liberdade: Resumo de Todos os Episódios da nova série da Globo

Conheça a história da série Meu Nome é Liberdade e veja também o resumo de todos os Episódios

Protagonizada pelos atores premiados pela Academia Cuba Gooding Jr. e Louis Gossett Jr., Meu Nome é Liberdade é uma minissérie de seis episódios baseada no premiado best seller de Lawrence Hill

Uma história universal de perda, coragem e triunfo, Meu Nome é Liberdade relata a extraordinária jornada de Aminata Diallo, indomável mulher africana que sobrevive num mundo no qual tudo parece estar contra ela. Sequestrada por traficantes de escravos na África Ocidental, e posteriormente vendida como escrava na Carolina do Sul, Aminata percorre a Revolução Americana em Nova York, o refúgio isolado da Nova Escócia e as traiçoeiras selvas da Serra Leoa, antes de finalmente garantir a sua liberdade na Inglaterra no alvorecer do século XIX.

Sequestrada da sua aldeia na África Ocidental, Aminata Diallo, de onze anos de idade, é forçada a entrar numa jaula de escravos e tem de suportar uma horrível travessia oceânica. Ela é levada para uma plantação na Carolina do Sul, onde se torna útil através da sua vocação para parteira aprendida ao lado da sua mãe. Ao mesmo tempo atrai as atenções do seu mestre de escravos, o ciumento Robinson Appleby. Passado pouco tempo Aminata encontra Chekura, um companheiro escravo da África Ocidental, e casam-se numa cerimónia clandestina. Quando o seu primeiro bebé é brutalmente abusado e vendido por Appleby ela promete voltar um dia para a sua terra natal.

Episódio n.º1 Meu Nome é Liberdade

Episódio 1 de 6 Duração: 42 min

Em África, Aminata Diallo, de onze anos, aprende com a mãe a ser parteira e o Islão com o seu pai. Quando é capturada por escravos, um jovem negro chamado Chekura mostra a sua bondade enquanto escolta os cativos para o mar. No navio, Chekura é também transformado em escravo e ambos criam uma amizade. Os cativos são forçados a suportar uma viagem traiçoeira para a América, onde são vendidos como escravos a diferentes proprietários e, portanto, separados…

Episódio n.º2 Meu Nome é Liberdade

Episódio 2 de 6 Duração: 42 min

Aminata, agora crescida, é a flor da plantação de Robinson Appleby. Depois de várias vezes evitar os avanços de Appleby, este viola Aminata.
Aminata casa com Chekura e tem um filho. Appleby, enfurecido, vende-a e ao seu filho a proprietários separados. Os seus novos proprietários, um judeu comerciante e sua esposa, Solomon e Rosa Lindo, são diferentes: eles tratam-na como uma serviçal e não como uma escrava. Mas depois da morte de Rosa e do seu bebé por causa da varíola, e com a revelação de que Solomon negociou a venda de seu filho, a confiança de Aminata está quebrada. Solomon, desesperado por uma distração para aliviar seu sofrimento, embarca para Nova York com Aminata, que traça sua fuga para a liberdade.

Episódio n.º3 Meu Nome é Liberdade

Episódio 3 de 6 Duração: 42 min

Quando a Revolução explode em Nova York, Aminata aproveita a oportunidade e procura a liberdade no refúgio de Canvas Town. Ela ganha o respeito da comunidade trabalhando como parteira e faz novos amigos. Um dono de uma pousada local, também ele negro, admira a sua alfabetização e sabedoria. Aminata encontra trabalho e refúgio na sua pousada, que é frequentada até pelo general George Washington. Neste episódio reencontra-se com Chekura.

Episódio n.º4 Meu Nome é Liberdade

Episódio 4 de 6 Duração: 42 min

Com o fim da guerra, os donos dos escravos começam a procurar os seus escravos fugitivos em Canvas Town, na tentativa de levá-los de volta.
Aminata começa a trabalhar para os britânicos, a fim de registrar no Livro dos Negros todos os negros que trabalharam para os britânicos durante a guerra, para que possam ser libertados e mudarem-se para Nova Scotia e começarem uma nova vida.
Quando ela e Chekura estão a bordo de um navio para a Nova Scotia, ela é presa pelas autoridades e Chekura tem de seguir sozinho. Aminata enfrenta um julgamento em que o seu primeiro dono, Robinson Appleby, afirma que ela ainda é sua escrava, mas Solomon Lindo aparece e prova que Appleby está a mentir. Aminata é finalmente libertada e agora pode ir para a Nova Escócia para se encontrar com Chekura.

Episódio 5 Meu Nome é LiberdadE

A vida em Nova Scotia é dura para os negros livres, pois os empregos são escassos e a terra não é generosa. Chekura não está lá e Aminata tenta encontrá-lo.

Aminata dá à luz um filho a quem dá o nome de Mamadu, mas este morre de cólera.

Surgem conflitos com apoiantes do governo. Devido à sua alfabetização e habilidades, Aminata encontra trabalho numa loja de impressão de uma senhora branca, mas ela é demitida quando o filho do dono da loja é morto perto da aldeia dos negros.

As suas cartas aos abolicionistas britânicos obtêm resposta e um novo projeto é iniciado para levar 1000 negros livres para a Serra Leoa. Aminata é contratada para ajudar negros a subscrever o projeto. Ela descobre que Chekura chegou às Bermudas depois de uma tempestade e reencontram-se. Mas os apoiantes do governo atacam a aldeia dos negros destruindo tudo e linchando pessoas. Aminata e Chekura escapam ilesos e embarcam num navio para Serra Leoa.

Episódio n.º6 Meu Nome é Liberdade

Os negros livres chegam a Serra Leoa e, com a ajuda dos britânicos, criam uma nova cidade chamada Freetown.
Aminata anseia por voltar à sua aldeia natal de Bayo, que não está muito longe de Freetown.
Quando um fila de escravos passa por Freetown, Aminata, Chekura e Daddy Moses vão ajudar.

Depois de encontrar um navegador perto de Freetown, Aminata viaja para Bayo acompanhada por Chekura. No meio da jornada, encontram outra fila de escravos. Aminata e Chekura estão tentados a ajudar uma pequena menina, mas os traficantes de escravos ameaçam escravizar Chekura e Aminata se estes interferirem.

À noite, Chekura vai sozinho para libertar todos os escravos, mas morre. Inconsolável, Aminata vai para a Grã-Bretanha para ajudar os abolicionistas a acabar com o tráfico de escravos. Escreve um livro autobiográfico e apresenta-o a políticos a favor do comércio de escravos.

No final, é aprovada uma lei proibindo o comércio de escravos, mas não a escravidão. Aminata encontra Solomon Lindo uma última vez. Lindo, para se redimir de ter separado Aminata e a sua filha May, reúne mãe e filha.

Fonte: Da Redação

 

Deixe uma resposta

Advertisment ad adsense adlogger