Globo escala atores negros para dublagem de série sobre escrava

15 de fevereiro de 2019 0 Por Clayton Lima
Aminata (Aunjanue Ellis) em Meu Nome é Liberdade (Foto: Divulgação)
Aminata (Aunjanue Ellis) em Meu Nome é Liberdade; série será exibida pela Globo
(Foto: Divulgação)
História de esperança, amor e coragem da jovem Aminata Diallo retratada em Meu Nome é Liberdade, que emocionou Canadá e Estados Unidos, será vista pela primeira vez no Brasil e terá dublagem especial na Globo.

+ Fátima Bernardes promove reencontro de Emílio Dantas com ex-namorada

A partir desta sexta-feira (18), a Globo exibe a série Meu Nome é Liberdade (The Book of Negroes, no original), produção canadense e sul-africana baseada no premiado romance de Lawrence Hill. Os seis capítulos mostram a trajetória de Aminata (Aunjanue Ellis), que aos 11 anos é raptada na África Ocidental e levada para a Carolina do Sul como escrava no final dos anos 1700.

Na dublagem, os atores Sheron Menezzes, Érico Brás e Ailton Graça dão voz aos personagens principais. “Esse trabalho é especial por diversos motivos. Além de ser um exercício desafiador como atriz, no qual tive que somar a minha interpretação à interpretação da Aunjanue Ellis, tem o fato de ser um papel intenso. Tive a voz como único recurso para transmitir a riqueza dessa personagem e de sua história”, diz Sheron Menezzes, que estreia como dubladora.

Sheron Menezzes durante a dublagem de Meu Nome é Liberdade (Foto: Globo/Raquel Cunha)
Sheron Menezzes durante a dublagem de Meu Nome é Liberdade
(Foto: Globo/Raquel Cunha)

A personagem passa por inúmeros obstáculos em uma vida marcada pela superação. Aminata aprende a ler e a escrever, conquista oportunidades e, em meio à Guerra da Independência Americana, é recrutada para ajudar a registrar os nomes dos negros que trabalhavam para a Inglaterra, em um documento conhecido como ‘O Livro dos Negros’. Neste livro são anotados os nomes e as descrições dos 3.000 afro-americanos que fugiram ou foram levados pelos ingleses para a Nova Escócia.

+ Deborah Secco radicaliza no visual e deixa filha impressionada com a mudança: “Parece a Xuxa”

Até conquistar a liberdade, Aminata percorre uma longa jornada de volta à terra natal. Por sua vida, passam pessoas importantes como Chekura Tiano (Lyrig Bent), um companheiro escravo, com quem ela se casa em uma cerimônia clandestina. O personagem foi dublado por Érico Brás. “Foi uma experiência ímpar fazer a dublagem de um personagem americano, que tem um jeito de interpretar diferente do nosso. Colocar a minha voz em uma obra feita por outro ator, que não fala a nossa língua, é muito especial. Ainda mais quando se trata de um tema como esse, que faz parte da minha vida, da minha caminhada e da minha luta enquanto artista e cidadão”, diz.

Já Ailton Graça dá voz a Sam Fraunces, interpertado pelo vencedor do Oscar Cuba Gooding Jr. Seu personagem é um ex-escravo dono de uma hospedaria, com quem Aminata desenvolve intensa amizade. “Tive o prazer de dublar Sam, personagem marcante, parceiro e amigo de Aminata em sua insurreição por liberdade”, diz Aílton.

Meu Nome é Liberdade vai ao ar às sextas-feiras, após o Big Brother Brasil.