Palmeiras: apesar da diretoria não ter contratado nomes para zaga, clube vê setor fortalecido com Felipão

A diretoria do Palmeiras preferiu trazer reforços do meio pra frente em 2019. A decisão foi baseada na ideia de que a defesa do Verdão está bem servida, e que desde a chegada de Felipão o setor foi acertado e não apresenta mais “dor de cabeça” para a equipe.

Luan e Gustavo Gómez foram os “pilares” de Felipão na zaga do Palmeiras durante o segundo semestre de 2018. O paraguaio, inclusive, foi bastante elogiado no clube, tendo sido considerado uma das melhores contratações nos últimos anos.

A situação atual do sistema defensivo do Palmeiras é bem diferente da época em que Roger Machado comandava o time. Com as críticas e constantes falhas no setor, a diretoria buscou a contração do próprio Gómez e de Nico Freire, este último que não obteve espaço no Verdão e pode estar de saída.

Caso Freire saia, Juninho deverá ocupar a vaga deixada pelo argentino. O zagueiro de 23 anos foi um grande investimento da diretoria, mas não conseguiu se firmar na posição. Tendo voltado de empréstimo do Atlético-MG, ele poderá “renascer” sob o comando de Felipão. Um fator que pode facilitar seu retorno é ele ser canhoto, algo que agrada a comissão técnica do clube.

Atualmente o Palmeiras possui seis nomes para formar sua zaga: Gustavo Gómez, Juninho, Nico Freire, Luan, Antônio Carlos e Edu Dracena. O último teve seu contrato renovado recentemente pela diretoria.

LEIA MAIS

REPOSIÇÃO DE WILLIAN? FELIPE PIRES SAI NA FRENTE NA BRIGA PELA TITULARIDADE NO VERDÃO

NICKOLLAS, TORCEDOR SÍMBOLO DO ALVIVERDE, ACOMPANHA DESPEDIDA DE ZÉ ROBERTO COM ÓCULOS ESPECIAIS; CONFIRA

 

Palmeiras: apesar da diretoria não ter contratado nomes para zaga, clube vê setor fortalecido com FelipãoTorcedores.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *