Divulgada escola campeã no Carnaval de São Paulo em 2018; veja resultado

55 visualizações
TV Foco

Acadêmicos do Tatuapé em desfile Carnaval (Foto: Nelson Almeida/AFP)
Acadêmicos do Tatuapé em desfile no Carnaval (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Quem admira os desfiles de escolas de samba já pode saber qual escola foi a campeã do Carnaval de 2018 em São Paulo. Venceu pela segunda vez a competição no grupo especial a escola Acadêmicos do Tatuapé, que foi campeã pela primeira vez no ano passado.
A escola só pôde confirmar a vitória na última nota dos jurados, já que estava empatada com as demais agremiações até o fim da apuração. Em 2º, 3º e 4º lugar ficaram Mocidade Alegre, Mancha Verde e Tom Maior, respectivamente.

+Tempo de Amar: Fernão e Lucinda orquestram falso assalto para darem golpe em Emília

Esse é um trabalho da nossa comunidade, do nosso time, do nosso povo. Nós somos merecedores, nós trabalhamos muito para isso. Acho que a gente fez um belo trabalho, vamos comemorar, eles merecem todo nosso carinho e nosso amor”, disse o presidente da escola, Eduardo dos Santos, ao site G1.

Veja a lista de classificação:

1º Acadêmicos do Tatuapé – 270
2º Mocidade Alegre – 270
3º Mancha Verde – 270
4º Tom Maior – 270
5º Dragões da Real – 269,9
6º Império de Casa Verde – 269,7
7º Gaviões da Fiel – 269,6
8º Rosas de Ouro – 269,6
9º Vila Maria – 269,5
10º Vai-Vai – 269,3
11º X-9 Paulistana – 268,9
12º Acadêmicos do Tucuruvi – 216
13º Unidos do Peruche – 268,4
14º Independente – 267,7

JORNALISTA DA RECORD FAZ CRÍTICAS AO CARNAVAL NA GLOBO

Adriana Araújo está há vários anos na Record, onde hoje apresenta o principal jornal da casa. Vale dizer que ela também foi repórter, principalmente quando perdeu a vaga de titular para Ana Paula Padrão.
E neste último domingo ela, vendo a cobertura do carnaval da Globo, fez algumas críticas e comparou com a sua época no canal carioca.
“Hoje tive certeza que estou ficando velha. Sou do tempo que repórter não virava folião. Graças a Deus”, comentou Adriana. A Record, como se sabe, não cobre a folia ‘mundana’.
Adriana prosseguiu com sua crítica: “Só eu tô achando isso bizarro? Que cobertura de carnaval é essa????”, ainda sem falar diretamente da Globo, onde a mesma já trabalhou.
Em seguida, ela amenizou a situação: “Gente, não quero ofender ninguém. Trabalhei na Globo por muitos anos, sou grata a todas as oportunidades que tive e tenho grandes amigos lá”.
E prosseguiu, explicando os seus argumentos: “Só achei uma overdose. Câmeras balançando de um lado para o outro, réporter tentando sambar no meio da bateria, não dava pra ouvir nem as perguntas nem as respostas, captação de áudio ruim, fiquei tonta. E falei alto como telespectadora. Apenas isso”. E finalizou: “Gosto é gosto. E respeito todos”.

Recomendados para você  Evaristo Costa diz que prefere lavar louças do que voltar a trabalhar na Globo

Divulgada escola campeã no Carnaval de São Paulo em 2018; veja resultado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: