Tom Cavalcante apoia Danilo Gentili e é alvo de duras críticas

Tom Cavalcante e Danilo Gentili no The Noite (Foto: Leonardo Nones/SBT)
Tom Cavalcante e Danilo Gentili no The Noite
(Foto: Leonardo Nones/SBT)

Tom Cavalcante saiu em defesa de Danilo Gentili após o apresentador do SBT ter sua prisão decretada por injúria contra a deputada Maria do Rosário (PT-SP).

“O Humor que ajuda a ganhar consciência foi penalizado Danilo Gentili comediante na prisão? Esgotaram-se as tratativas, diálogo entre as partes para tão grave crime? Acredito na justiça e torço para que esse mal entendido seja corrigido!”, escreveu Tom em seu perfil oficial no Twitter.

+ Danilo Gentili: Após comentário gordofóbico, dançarina da Anitta se descontrola e parte para cima do apresentador

“Você viu o que ele fez Tom Cavalcante? Não foi humor que ele fez. Ele pagou um documento da Câmara dos Deputados e colocou no sac*, respeito para com o próximo. Se ele tivesse feito uma piada, mesmo que seja de mau gosto, tudo bem. O que ele fez não tinha piada no meio”, disparou um internauta.

“O diálogo entre as partes que você propõe é esfregar a decisão nas partes íntimas e gravá-las?”, questionou outro, criticando o apoio ao humorista.

BOLSONARO TAMBÉM SAI EM DEFESA DE GENTILI

O presidente Jair Bolsonaro foi duramente criticado após apoiar Danilo Gentili no caso em que o humorista do SBT foi condenado à prisão por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-SP).

“Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros”, escreveu Bolsonaro em seu perfil oficial no Twitter.

+ Bolsonaro: Luciana Gimenez toma vaga dos jornalistas para se encontrar com o presidente e tem atitude: “O que tá rolando?”

A mensagem de apoio do presidente a Gentili foi o suficiente para revoltar os internautas, que detonaram Bolsonaro. “Com a família que foi fuzilada pelo exército com 80 tiros, você não fala nada né!”, criticou um. “Toma vergonha na cara”, disparou outro. “Com o pai de família que foi fuzilado tu não teve solidariedade né?”, comentou outra internauta.

A postagem de Jair Bolsonaro defendendo o apresentador do The Noite conta com pouco mais de 11 mil comentários até a publicações deste texto. Alguns apoiando a atitude do presidente, outros criticando sua postura.

+ Danilo Gentili: Inspirado no Lula Livre, apoiadores do humorista pedem revisão de pena após condenação

Vale lembrar que o presidente também já se envolveu em polêmica com a mesma Maria do Rosário. Em 2014, Bolsonaro disse que não a estupraria porque ela não “merecia”.

ENTENDA O CASO

Uma notícia envolvendo o apresentador Danilo Gentili do The Noite do SBT caiu como uma bomba. Isso porque, o apresentador recebeu a condenação da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo para cumprir detenção de 6 meses e 28 dias, em regime inicial semiaberto, pelo crime de injúria praticado contra a deputada federal Maria do Rosário Nunes (PT-RS). Gentili poderá recorrer da sentença em liberdade.

“Não me levem cigarros, me levem charutos”, ironizou ele em post publicado no Twitter. “Pô, Sérgio Moro, me ajuda aí, irmão. Fico devendo uma”, escreveu em outra mensagem enviada diretamente ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

E as brincadeiras em relação a condenação de Danilo Gentili não pararam por aí: “Quem aí vai me visitar na cadeia? Se não me visitar estará demitido.”

+ Cauã Reymond, Léo Santana e Bruno Montaleone chamam atenção por ‘volume’ avantajado e levam o público à loucura

Para quem não se lembra, em 2016, Danilo Gentili postou algumas mensagens em suas rede sociais que geraram muito barulho. Nelas, o apresentador do The Noite do SBT, chamava a deputada de “falsa”, “nojenta” e “cínica”. A deputada então resolveu processar o apresentador. Já em maio daquele ano, Gentili recebeu a notificação do processo e em uma atitude que gerou muitos comentários, o apresentador resolveu esfregas nas partes íntimas a notificação. A defesa alegou que o humorista não teve a intenção de atacar Maria do Rosário, mas a juíza Maria Isabel do Prado não reconheceu o argumento.

A sentença afirma que existe direito de expressão, mas que neste caso ele passou dos limites com a falta de ética: “Verifico que o humorista e apresentador dolosamente injuriou através da internet a deputada federal, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe a alcunha de ‘puta’”, escreveu a magistrada na sentença.