Tráfico, agressão e contrabando: famosos são presos e pagam duro preço em suas vidas

A Lei é igual para todos, e os famosos sabem disso muito bem. Diversas celebridades brasileiras já vivenciaram o peso desse ditado ao serem enquadrados pela Justiça nos mais variados tipos de infrações. Muitos já se envolveram em casos policiais: agressão, dívidas, estupro, assédio e homicídio. O que não faltam são acusações. Relembre algumas celebridades brasileiras que viram seus casos repercutirem nos últimos tempos. Fábio Assunção, Rita Lee, Dado Dolabella e Marcello Anthony são alguns desses nomes.

Após vencer o câncer, Beto Barbosa vai ao Encontro, diz que está vivo por milagre e que tinha pouquíssimas chances de continuar vivo

Marcello Anthony

O Marcello Anthony foi flagrado pela polícia comprando maconha em Porto Alegre. O ator foi abordado por policiais durante uma ação com o Denarc, que investigava uma rede de tráfico na capital gaúcha. Marcello estaria comprando 100 gr da droga, quantidade que já é considerada tráfico no Brasil.

Dado Dolabella 

O herdeiro dos atores Carlos Eduardo Dolabella e Pepita Rodrigues esteve detido entre fevereiro e abril deste ano, no 33º Distrito Policial em Pirituba, São Paulo (SP), por não pagamento da pensão alimentícia a um de seus filhos. Ele já havia sido preso anteriormente em 2010 por porte de maconha.

‘Pabllo Vittar’ é preso em flagrante por tráfico de drogas no Rio e o nome da cantora derruba a internet

Fábio Assunção

Em 2017, o ator Fábio Assunção foi preso em flagrante sob a acusação de dano qualificado a patrimônio público, desacato a autoridade e desobediência e resistência à prisão em Pernambuco. Ele pagou multa de dez salários mínimos para ser solto. Um ano antes, Fábio já havia sido levado para a delegacia, no Rio de Janeiro, por ter se recusado a fazer o teste do bafômetro em uma blitz e ter se exaltado diante dos policiais, respondendo por desacato à autoridade.

Rita Lee

A descoladíssima cantora foi detida pela primeira vez por porte de drogas, grávida, em 1976. Em 2012, durante seu show de despedida, xingou do palco os policiais que revistavam a plateia e, além da prisão por desacato, teve que desembolsar até 5 mil reais em indenização aos agentes.

Bolsonaro prejudica carreira de Anitta, cantora sofre ataques e tem que tomar atitude radical

Rafael Ilha 

O polêmico ex-Polegar é um veterano do xilindró: foi preso nada menos que oito vezes por delitos que vão de assalto a mão armada e até tentativa de sequestro e tráfico internacional de armas.

Naldo Benny

Em dezembro de 2017, o cantor foi preso depois de ter sido acusado de agressão pela mulher Ellen Cardoso. Além disso, uma arma foi encontrada na casa, sem que Naldo possuísse licença. Ele foi solto após pagamento de fiança e reatou o relacionamento com a esposa.

Famoso ator assume ser gay e fala pela primeira vez sobre o assunto

Belo 

Em 2002, o cantor Belo foi preso por envolvimento com o tráfico de drogas e solto oito ano depois. Seus problemas com a Justiça, no entanto, não chegaram ao fim. Além de enfrentar o jogador Denilson em um processo, por conta de inadimplência, ele já foi acusado por “calote” pelo vigia, pelo jardineiro, pelos organizadores do casamento com Gracyanne Barbosa e pela proprietária do imóvel em que morava com a mulher.

Gosta das notícias publicadas por Nayara Bolognesi? Siga ela no Instagram: clicando aqui.