“Deixaram diferenças de lado”, diz tio de uma das vítimas fatais do incêndio no Ninho do Urubu

O esporte mais amado dos brasileiros, une os torcedores nas alegrias e nas tristezas, na última opção as rivalidade são colocadas de lado e aflora a solidariedade, a empatia pela dor do outro.

Neste domingo (10), foi identificado o último corpo de uma das vítimas do incêndio no CT Ninho do Urubu, o lateral-direito Samuel Thomas, de 15 anos.

Em meio a tristeza o tio do jogador, Arthur Severiano de Souza, falou sobre a manifestação organizada pela torcida flamenguista que gritou o nome de seu sobrinho no último sábado (09) no estádio do Maracanã.E ressaltou que não só os torcedores Rubro-Negro merecem agradecimento, mas os de todos os times brasileiros que colocaram as diferenças de lado nesse momento.

“Quero aproveitar e agradecer a torcida do Flamengo que se organizou e gritou o nome do Samuel. Não só a torcida do Flamengo como todas as outras, do Brasil e do mundo. Eles têm suas bandeiras e deixaram as bandeiras e as diferenças de lado para abraçar essa causa”.

Ao contrário do que temiam os familiares não foi preciso recorrer ao exame de DNA para a identificação do corpo de Samuel, foi utilizada uma técnica chamada identificação antropológica forense.Mesmo com a demora para o reconhecimento, o tio se diz aliviado.

“Foi o último dos dez a ser entregue para a família. Meu sobrinho Samuel. Eu estou feliz. Eu não me importava se seria o último ou o primeiro. O que eu queria era enterrar meu sobrinho”.

LEIA MAIS

Jornais homenageiam vítimas da tragédia no CT do Flamengo; veja capas

Beto, ex-jogador e pai de atleta da base do Flamengo: “Eu podia estar buscando o corpo do meu filho”

“Deixaram diferenças de lado”, diz tio de uma das vítimas fatais do incêndio no Ninho do UrubuTorcedores.com.

Copyright © Nitro News Brasil Todos os Direitos Reservados. | CoverNews by AF themes.
Advertisment ad adsense adlogger