Polícia prende suspeitas de aplicar golpes com ‘Boa Noite Cinderela’

Suspeitas com vítima que denunciou golpe

Suspeitas com vítima que denunciou golpe
Reprodução

Uma garota de programa foi presa na região do Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (8), suspeita de aplicar diversos golpes após em clientes. Ela era procurada pela polícia após aplicar roubar um homem, na rua Augusta, região central da capital, depois de colocar “Boa Noite Cinderela” na bebida dele.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita foi localizada enquanto trafegava pela via em seu veículo. Ela atuava com uma outra mulher, que havia sido presa na última quinta-feira (1) e cumpre prisão temporária no 89º DP (Portal do Morumbi).

O caso foi registrado no 78 DP (Jardins). A reportagem tentou contato com os dois advogados que defendem as suspeitas, mas eles se recusaram a falar.

Veja também: Está preso suspeito de aplicar “Boa Noite Cinderela”

De acordo com a Polícia Civil, a primeira suspeita presa, que de 45 anos, foi detida na madrugada de quinta-feira (1), enquanto estava na rua Augusta. 

A polícia realizava patrulhamento pelo local quando viram a suspeita em frente ao estabelecimento. Após a abordagem, os policiais militares identificaram que havia um mandado de prisão temporária contra a mulher.

Ela foi encaminhada ao 78ºDP, que registrou o caso como captura de procurado. De acordo com a investigações, as duas suspeitas teriam furtado pelo menos 50 mil reais de diversas vítimas.

A polícia chegou até a primeira suspeita depois de uma das vítimas registrar um boletim de ocorrência falando do golpe e dando as características das mulheres. Os agentes bateram com as informações que já vinham sendo investigadas e conseguiram chegar até a primeira golpista.

Ainda segundo a Polícia Civil, as mulheres são garotas de programa muito conhecidas na rua Augusta e no final da madrugada, sempre seguiam para um bar, que fica ao lado de uma boate chamada Casarão, e lá aplicavam os golpes.

Depois de abordar a vítima, elas pediam uma bebida, colocavam drogas na bebida dessa pessoa e logo em seguida acertavam um programa sexual em um hotel ou na casa do cliente.

Em um circuito de segurança, disponibilizado pela polícia, é possível ver um homem entrando em um elevador com duas mulheres, uma morena e uma loira.

A moça morena que aparece nas filmagens é a segunda mulher que foi presa. A vítima mostrava ter mais “afinidade” com ela, dando abraços e beijos.

A mulher presa nesta quinta-feira estava construindo uma casa de luxo em um condomínio fechado em Vargem Grande Paulista, na região Metropolitana de São Paulo. A polícia acredita que o dinheiro é fruto dos golpes.

Galera comentem nossa matérias e deixem suas sugestões..

%d blogueiros gostam disto:
Advertisment ad adsense adlogger