Linha 9-Esmeralda tem velocidade reduzida em 1º dia após feriado

Linha 9-Esmeralda opera com velocidade reduzida após cedimento de viaduto

Linha 9-Esmeralda opera com velocidade reduzida após cedimento de viaduto
Uriel Punk/Futura Press/Estadão Conteúdo – 21.11.2018

A Linha 9-Esmeralda circula com velocidade reduzida entre as estações Vila Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária nesta quarta-feira (21), em São Paulo. De acordo com a A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), a operação reduzida busca atender o pedido da Prefeitura de São Paulo para que o funcionamento dos trens não interfira nas obras do trecho do viaduto da Marginal Pinheiros, que cedeu no dia 15 de novembro.

Saiba mais: SP: interdições por causa de viaduto vão impactar rotina de milhares

A companhia informou que somente o trecho que faz o trajeto entre Osasco e Grajaú tem alternação na circulação “em razão de agente externos à empresa”. Segundo a assessoria de imprensa da CPTM, não há previsão para a situação voltar ao normal. Passam diariamente pela Linha 9-Esmeralda 601 mil passgeiros. 

Trânsito nos arredores

Apesar da lentidão, o trânsito flui bem na manhã desta quarta-feira (21) na região do viaduto Jaguaré, na marginal Pinheiros, zona oeste de São Paulo, que cedeu na madrugada da última quinta-feira (15) e está fechado.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) chegou a interditar 20 km nas imediações, por conta do acidente. Aos poucos a situação está sendo normalizada, uma vez que o órgão já liberou, nesta terça-feira (20), 10 km para tráfego de veículos.

Prefeitura

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou na manhã desta quarta-feira (21) que o trânsito está dentro da expectativa após a interdição de vias causadas pela queda de parte do viaduto Jaguaré, na marginal Pinheiros, que cedeu na madrugada de quinta-feira (15).

Ainda não há um prazo para a conclusão das obras no viaduto. Covas disse que a prefeitura conta com o apoio do engenheiro que assinou a obra do local e este apoio facilitará a normalização da situação do local.

“O engenheiro que executou a obra está, desde ontem, já colaborando com a prefeitura. Ainda não temos nenhuma novidade em relação a prazos e qual vai ser a remediação a ser feita para poder devolver o viaduto à população”, afirmou.


Arte/R7

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisment ad adsense adlogger