Atlético-GO faz 3 e leva susto no segundo tempo, mas vence o Guarani pela Série B

Após abrir 3 a 0 de vantagem, o Atlético Goianiense deixou o Guarani encostar, mas conquistou a sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro da Série B por 3 a 2, em partida realizada nesta terça-feira, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, pela terceira rodada.

Com o resultado, o time goiano ficou na quinta colocação, com seis pontos. Já o Guarani permanece com três, igual à Ponte Preta, sua arquirrival e próxima adversária. A equipe alvinegra ainda enfrenta o Londrina nesta rodada, neste sábado, em Campinas (SP).

O Atlético Goianiense começou o jogo de forma sonolenta e não demorou a ser completamente dominado pelo Guarani. A blitz campineira, porém, acabou não dando resultado. No chute de Caíque, o goleiro Kléver foi buscar. Rondinelly também tentou e por muito pouco não acertou o ângulo.

A pressão acabou se transformando em frustração. O Atlético Goianiense acordou e aproveitou a falha defensiva de seu rival para abrir o marcador. Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio, Anderson tentou o desvio, mas jogou nos pés de João Paulo. O atacante chutou de perna esquerda para as redes.

O time goiano foi gostando do jogo e ampliou aos 45 minutos. Rômulo achou Fernandes livre dentro da área, aproveitando que a defesa parou pedindo impedimento. O meia dominou e tocou de bico na saída do goleiro Bruno Brígido para fazer 2 a 0.

O segundo tempo começou mais lento, com um leve domínio do Guarani. Logo de cara, Kléver teve que se atirar no pé de Caíque para evitar o gol. Mas mais uma vez, a situação para o time campineiro desandou. Aos 13 minutos, Tito arriscou o chute de longe, mas pegou mascado e viu a bola parar em João Paulo, em outro vacilo de marcação da defesa paulista. O atacante soltou o pé para fazer mais um. Antes, ele havia protagonizado um lance plástico, com direito a belo domínio e chapéu em Ricardinho.

Só que em três minutos, o Guarani voltou para o jogo. No lançamento de Lenon, Kléver jogou a bola em cima da perna de Bruno Nazário, que diminuiu. O goleiro, logo na sequência, voltou a falhar. Ele saiu em falso e não conseguiu impedir o toque de Anselmo Ramon, que terminou no fundo das redes. O time de Campinas foi para a pressão no final, mas não conseguiu evitar a derrota, parando na marcação atleticana.

Pela quarta rodada, o Atlético Goianiense enfrenta o CRB no dia 5 de maio, um sábado, às 16h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió. No mesmo dia, às 19 horas, o Guarani faz o clássico contra a Ponte Preta no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 3 x 2 GUARANI

ATLÉTICO-GO – Kléver; Alisson, William Alves e René; Bruno Santos; Rômulo, Bileu e Fernandes; Júlio César (Cristhyan), Tito (Joanderson) e João Paulo. Técnico: Cláudio Tencati.

GUARANI – Bruno Brígido; Lenon, Philipe Maia, Anderson Jesus e Kevin; Baraka, Ricardinho (Guilherme), Denner, Bruno Nazário e Rondinelly (Serafim); Caíque (Anselmo Ramon). Técnico: Umberto Louzer.

GOLS – João Paulo, aos 23, e Fernandes, aos 45 minutos do primeiro tempo; João Paulo, aos 13, Bruno Nazário, aos 17, e Anselmo Ramon, aos 20 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Alisson, Bruno Santos e Bileu (Atlético-GO); Ricardinho e Philipe Maia (Guarani).

ÁRBITRO – Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO).

%d blogueiros gostam disto: